O Criar e Trabalhar acredita que o exemplo pode motivar outras pessoas, por isso nós decidimos entrevistar empreendedoras individuais de diversos segmentos para compartilhar suas experiências e assim ajudar outras mulheres que estão iniciando sua jornada empreendedora.

E para estrear convidamos a fotógrafa de eventos sociais e corporativos e empreendedora digital Paula Pedron.

Paula tem 24 anos nasceu em Limeira no interior de São Paulo e hoje vive em Londres aonde se divide entre o trabalho como hostess em um restaurante local e o trabalho em sua empresa Mundografia Presets que foi fundado em 2018.

Conte-nos um pouco da sua história? 

Sou fotógrafa há 9 anos mas me mudei para a Europa há quase 2 anos. Eu comecei o Mundografia em um momento de necessidade. O nome veio do meu Blog que fala sobre fotografia e viagens, minha experiência. Eu estava morando em Milão na Itália e não consegui um trabalho. Então precisava fazer dinheiro com o que eu tinha nas mãos. Meu computador, celular e conhecimento. Passei dias quebrando a cabeça do que fazer e felizmente a venda dos presets deu certo. Ajudou muito à pagar as minhas contas e conseguir sobreviver em um país que nem o idioma eu falava. Hoje morando em Londres o Mundografia é minha segunda fonte de renda pois o meu maior público ainda é do Brasil, pagando em real*.

Porque você decidiu trabalhar por conta própria? 

Meu sonho sempre foi trabalhar online. Eu sempre tive a minha empresa de fotografia no Brasil então trabalhar por conta sempre foi a minha realidade. Em breve farei minha transição de carreira para trabalhar somente com o digital e fotografia.

Como é a sua rotina de trabalho? 

Durante o período da quarentena eu trabalho o dia todo, em média 10 horas por dia criando conteúdo, interagindo nas mídias sociais e atualizando o site com produtos e melhorias. Ajudo pessoas que querem alavancar a sua empresa online pelo WhatsApp e reuniões. Todos os dias eu faço a minha programação do que precisa ser feito. Fora da quarentena trabalho somente durante à noite e aos finais de semana. 

Qual foi a sua maior dificuldade? 

Perder a vergonha de mandar direct message (mensagem direta) pras pessoas oferecendo o meu produto digital. Achava que estava atrapalhando a privacidade delas, mas isso nos ajudou muito no awareness (consciência de marca) da empresa.

Olhando para trás o que você faria diferente? 

Teria começado antes! Trabalhei duro todos os dias então acho que não mudaria isso.

O que você mais gosta no seu trabalho? 

Poder trabalhar com que eu amo e ajudar as pessoas. Amo dar todo o suporte aos meus clientes. Criar conteúdo e conhecer pessoas novas diariamente.

Quais seus planos para o futuro de sua carreira e do seu negócio? 

Fazer minha transição de carreira para poder trabalhar remotamente, aumentar a quantidade e variedade de produtos digitais e ajudar pessoas a crescer online para aumentar suas vendas. E claro, fotografar mais clientes aqui em Londres.

Um conselho para quem deseja trabalhar com produtos digitais? 

Estudar bastante o mercado e estratégias de venda. Postar por postar não vai fazer o seu produto sozinho. E não desistir jamais pois demora pra construir a sua imagem online e ter a sua audiência. Mesmo que pareça que não dá tanto resultado, não desista pois todos os começos são difíceis e gerar um engajamento com as pessoas não é uma passe de mágica.

*Vivendo em Londres Paula precisa pagar suas despesas em Libra que é a moeda local.

Conheça o trabalho

www.paulapedron.com.br